Sorocaba 112 é exemplo de edifício fora dos padrões impostos pelo mercado

Hoje vou apresentar um lindo projeto de prédio, construído no bairro de Botafogo no Rio de Janeiro/RJ. Imagina se todos os prédios fossem assim? Teríamos cidades muito melhores

Dinamismo através da vedação das varandas

Texto por: Cité Arquitetura
Fotografia:Alessandro Giraldi

Reduto de intelectuais e boêmios, o bairro de Botafogo passa nos últimos anos por um processo de valorização e crescimento vertical, mesclando novos condomínios residenciais com edificações históricas e modestas residências do início do século XX. Essa diversidade torna a região um cenário perfeito para receber construções individualizadas, fora dos padrões convencionais do mercado imobiliário, como é o caso do edifício ‘Sorocaba 112’.

A partir do questionamento de modelos adotados no bairro, foi elaborada uma proposta conceitual para as fachadas e interiores do edifício, que estabelece um diálogo com a riqueza cultural do entorno.

O embasamento é formado por paredes vazadas, de vidro e perfis horizontais em aço corten, criando uma relação de transição com a rua, através da continuidade visual entre o espaço do hall de entrada e o espaço público da calçada. A forte tonalidade do material escolhido para o embasamento evidencia a leveza do corpo branco do edifício.

O edifício é composto por 12 apartamentos, três por andar, todos de três quartos e com diferentes plantas. As metragens variam entre 95m² e 120m², e cada apartamento dispõe de varandas frontais de 15m².

A identidade de cada residência se revela na fachada através do dinamismo do sistema de vedação das varandas. Cada varanda dispõe de um conjunto de toldos, cuja posição casual - enquanto possibilita a modulação da incidência solar conforme a necessidade de cada apartamento - incide no layout da fachada. Desta forma, a imagem geral do edifício muda constantemente e se compõe como resultado das ações individuais.

O incentivo à utilização de bicicletas para o deslocamento no bairro e na cidade, também foi um ponto importante do projeto. Além de fornecer uma bicicleta customizada para cada unidade, um mapa com as indicações das ciclovias e atrativos culturais do bairro foram incluídos no local de guarda das mesmas.

Gostou? Semana que vem tem mais!

 

Daniel Carvalho

Daniel Carvalho Arquiteto, Rua Gonçalves Dias, Belo Horizonte, MG,